ECONOMIA

Compras de presentes devem se concentrar na semana do Dia das Crianças em SC

Atualizado em 22 setembro, 2021

A procura por presentes para o Dia das Crianças deve movimentar as lojas de brinquedos, roupas e calçados nas próximas semanas em Santa Catarina. Conforme a Pesquisa de Intenção de Compras realizada pela Fecomércio SC, 67,9% dos consumidores devem escolher os itens na semana da data e 21% até duas semanas antes.

Leia a pesquisa na íntegra

Os dados são apurados em sete cidades do Estado para traçar o perfil do consumidor no período e preparar o empresário do setor com informações relevantes, como gasto médio, principais formas de pagamento, tipos de presentes, local de compras, percepção sobre a situação financeira, entre outros.

A pesquisa indica que os consumidores estão mais atentos aos preços neste ano- 36,9% afirmaram que será o diferencial na hora de escolher o estabelecimento, alta de 7,9 p.p em comparação a 2020 (29,0%). Os entrevistados relataram que estão em situação financeira igual (38%) e melhor (36%) ao ano anterior, mas ainda 25% declararam estar em situação pior.

“A expectativa é de gasto médio maior este ano em relação a 2020, mas ainda não deve superar os valores pré-pandemia por conta das incertezas econômicas e a alta dos preços, que diminui o poder de compra. Além de aquecer o comércio, a data também movimenta outros setores. Muitas famílias optam por comemorar o dia com atividades ao ar livre (15,6%), parque de diversões (8,2%) e almoço na casa de familiar (7%)”, comenta o vice-presidente da Fecomércio SC, Emílio Rossmark Schramm.

DESTAQUES

– Gasto médio de R$ 196,82, acréscimo de 13,80% diante do ano anterior. Em termos reais, considerada a inflação acumulada em 12 meses (9,68%), o resultado também é positivo (3,75%), mas permanece inferior aos níveis pré-crise.

– 81% dos entrevistados devem realizar pesquisa de preço, alta de 7,9 p.p diante de 2020,  em lojas (51,7%) e na internet (27,9%).

– Comércio de rua deve ser o destino de compras da maioria dos catarinenses (62,5%). Shoppings (19,9%) e Internet (12,1%) estão em 2º e 3º lugar.

– Lista de presentes é liderada por brinquedos (54,2%), vestuário (25,8%) e calçado (6,8%).

– Quase sete em cada dez não pretendem fazer as compras acompanhados das crianças.


A pesquisa foi realizada com 1.126 pessoas, no período entre os dias 24 de agosto até 06 de setembro, nas cidades de Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí.

 

Leia também

ECONOMIA 15 outubro, 2021

Volume de Serviços mantém trajetória de recuperação, mas em ritmo gradativo

ECONOMIA 11 outubro, 2021

Oito em cada dez catarinenses estão cautelosos com compras grandes

ECONOMIA 08 outubro, 2021

Inflação de setembro é a maior desde 1994

ECONOMIA 07 outubro, 2021

Brasil flexibiliza entrada de estrangeiros