ECONOMIA

Setor de serviços encerra 2019 com desempenho fraco em Santa Catarina

Atualizado em 13 fevereiro, 2020


Volume e receita das Atividades Turísticas tiveram resultados baixos em 2019

O setor de serviços catarinense estagnou em 2019, conforme aponta a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (13). A variação do volume em SC foi de 1,2%, semelhante ao desempenho nacional de 1,0%- a primeira alta desde 2014. A receita nominal cresceu 4,3% no Estado e 4,5% no país, comparando com 2018.

Em dezembro, o setor recuou 0,6% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. No Brasil, o volume teve alta de 1,6%.

O volume nas atividades turísticas caiu 1,2% em Santa Catarina, enquanto o índice no país avançou 3,4% no último mês do ano. No balanço do ano, o desempenho foi negativo em 2,3% no estado, diante da média nacional de 2,6%. A receita nominal acompanhou a mesma trajetória nestas comparações: 2,6% e 5,0%; 3,7% e 8,2%.

Conforme o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt, o setor está congelado em Santa Catarina por que dois dos principais demandantes dos serviços, a indústria e o governo, mantém cautela nos investimentos.

“O setor também depende mais da expansão da massa salarial do que o avanço do crédito- o que pode ser visto no resultado do desempenho dos serviços prestados às famílias, que caíram 3,0% em 2019. A mudança no comportamento de consumo- como a substituição do restaurante pela marmita, por exemplo- impacta diretamente no resultado do setor”, explica.

Leia também

FECOMÉRCIO 07 abril, 2020

Confira medidas tributárias para minimizar crise gerada pela Covid-19

FECOMÉRCIO 03 abril, 2020

Governador sinaliza veto ao PL que prorroga prazo do ICMS em SC

FECOMÉRCIO 02 abril, 2020

Governo Federal publica MP que permite mudanças na jornada de trabalho e salários

FECOMÉRCIO 02 abril, 2020

Obras e atividades da construção civil estão autorizadas em SC