ECONOMIA

Setor produtivo tem primeira agenda de 2020 com governador em SC

Atualizado em 10 março, 2020

As entidades do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) tiveram a primeira agenda do ano com o governador Carlos Moisés da Silva, nesta quarta-feira (19), na Casa da Agronômica, em Florianópolis.

Entre os assuntos debatidos na reunião estão políticas para o turismo, incentivos ao setor agrícola e ao transporte de cargas,  licenciamento ambiental e ações ligadas à inovação. Além de discutir as pautas e demandas ligadas ao desenvolvimento do estado, os representantes do setor produtivo manifestaram apoio à reforma da previdência estadual.

O aporte de recursos públicos para o turismo catarinense e a necessidade de maior promoção do setor- tanto no mercado interno, como nos países vizinhos- também entraram na pauta.

“Por sua força na composição da economia catarinense e relevância na geração de emprego e renda, o turismo não deve ser compreendido numa perspectiva de custo, mas de investimentos. Com a retomada do orçamento turístico será possível colocar em prática medidas importantes para dinamizar o setor, como a aplicação de ferramentas de gestão para medição da qualidade do serviço turístico, desenvolvimento de pesquisas de cadeia de valor e incentivo a formação de incubadoras nos Centros de Inovação para o desenvolvimento de soluções para o setor turístico”, pontuou o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt. O líder empresarial também solicitou que o governador interceda junto aos órgãos federais competentes para reforçar o efetivo de fiscalização na nova aduana para turistas em Paraíso, na fronteira com a Argentina.

O COFEM é integrado pelas federações das indústrias (FIESC), do comércio (Fecomércio), da agricultura (FAESC), dos transportes (Fetrancesc), das associações empresariais (FACISC), das câmaras de dirigentes lojistas (FCDL) e das micro e pequenas empresas (Fampesc).

300 milhões do BRDE

Durante a reunião, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) lançou o programa Promove Sul, que irá destinar R$ 300 milhões para projetos e setores relevantes para a geração de emprego no Estado.  O foco dos investimentos é conceder crédito para micro, pequenas e médias empresas, comércio, projetos de inovação, agronegócio, energia renovável e sustentável, indústria, entre outros.

Leia também

FECOMÉRCIO 07 abril, 2020

Confira medidas tributárias para minimizar crise gerada pela Covid-19

FECOMÉRCIO 03 abril, 2020

Governador sinaliza veto ao PL que prorroga prazo do ICMS em SC

FECOMÉRCIO 02 abril, 2020

Governo Federal publica MP que permite mudanças na jornada de trabalho e salários

FECOMÉRCIO 02 abril, 2020

Obras e atividades da construção civil estão autorizadas em SC