ECONOMIA

Alesc aprova projeto que reduz ICMS e prorroga cesta básica

Atualizado em 12 maio, 2022

FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

O Projeto de Lei que reduz o ICMS do leite longa vida, da farinha de trigo e dos bares e restaurantes foi aprovado na Alesc, por unanimidade, na tarde desta terça-feira (3), e agora segue para sanção do governador.

A proposta de autoria do Executivo também amplia para 31 de dezembro de 2023 o prazo para a redução do ICMS cobrado dos produtos da cesta básica, além de incluir o leite e a manteiga entre as mercadorias beneficiadas. A alíquota para esses produtos fica mantida em 7% até o fim do ano que vem.

A aprovação é considerada uma vitória para as entidades empresariais. A Fecomércio SC atuou em apoio à Associação Catarinense de Supermercados (ACATS) e sindicatos do setor desde o início do ano para trazer novamente ao debate a questão do aumento da carga tributária sobre os produtos alimentícios de primeira necessidade.

> Leia mais sobre ICMS

Farinha de trigo
O PL 78/2022 também concede benefício fiscal aos fabricantes de farinha de trigo instalados em SC, na forma de crédito presumido, até o dia 31 de dezembro de 2023.

Bares e restaurantes
A alíquota do ICMS para alimentos baixará para 3,2%, igualando à alíquota praticada no Paraná, como era reivindicado pelo setor. No entanto, nas bebidas classificadas como quentes, como é o caso do uísque, a alíquota não muda.

Leia também

28 maio, 2024

Em Brasília, presidente da Fecomércio busca apoio pelo PL 914/2024

28 maio, 2024

Presidente da Fecomércio participa de debate sobre fomento ao turismo em Brasília

INSTITUCIONAL 27 maio, 2024

Comando do CBMSC apresenta programa Descomplica em reunião de Conselho da Fecomércio

INSTITUCIONAL 27 maio, 2024

Fecomércio SC recepciona autoridades portuguesas em busca de parcerias