PESQUISA

Consumidores estão seguros em relação ao emprego, mas cautela guia empresários nas contratações

Atualizado em 28 junho, 2018

A retomada na geração de empregos e renda dos catarinenses ainda é lenta, mas considerada consistente. O desemprego começou a dar trégua ao longo de 2017 em todo país, porém impulsionado pelo aumento da informalidade.

Conforme aponta a Pesquisa de Expectativa do Consumidor e Empresário, realizada pela Fecomércio SC, a segurança em relação ao emprego avançou para os consumidores, passando de 48% em 2017 para 60% em 2018.  Somando os muito seguros e os seguros, o índice chega a 79% neste ano, contra 74% do ano anterior. Chapecó e Lages despontam empatados com 84%. A insegurança caiu de 23% para 20% no estado. O maior percentual foi registrado em Itajaí, com 25% entre inseguro ou muito inseguro, possivelmente por conta da volatilidade do setor exportador.

Leia a pesquisa na íntegra

Conforme a pesquisa, os empresários estão mais receosos em relação às contratações, sendo que mais da maioria (72,4%) não pretende ampliar o quadro de funcionários em 2018, percentual inferior a 2017 (82,2%).

Leia mais: Consumo e investimento apontam para cenário mais otimista em 2018

Leia também

ECONOMIA 16 abril, 2024

Taxa de endividamento das famílias catarinenses cai em abril, aponta pesquisa

INSTITUCIONAL 16 abril, 2024

Sistema Fecomércio Sesc Senac oficializa compra da Sociedade Canarinho, em Gaspar

ECONOMIA 13 abril, 2024

Vendas no varejo restrito cresceu 1,7% em fevereiro

ECONOMIA 11 abril, 2024

Consumidor avalia positivamente o comércio durante a Páscoa deste ano, revela relatório