POLITICA

Condenação de Lula mostra que instituições funcionam, avalia Fecomércio SC

Atualizado em 26 janeiro, 2018

Julgamento de recursos da Lava Jato na 8ª Turma do TRF4 — Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4

A condenação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), nesta quarta-feira (24), em Porto Alegre, por três votos a zero, mostra que as “instituições no Brasil estão em pleno funcionamento”, segundo o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Lula havia entrado com recurso contra a sentença do juiz federal Sergio Moro, relator da Operação Lava Jato, que condenou o petista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP). Após oito horas de julgamento, o tribunal negou o recurso e aumentou a pena de nove para 12 anos, com início em regime fechado.

“Seria uma especulação irresponsável afirmar que este julgamento define as eleições. Ainda falta perguntar para a sociedade o que ela acha disso. O julgamento de um crime jamais será a antessala de uma eleição presidencial. Até outubro teremos ainda um conjunto de fatos que certamente vão interferir na dinâmica eleitoral, mas me parece que o país tem caminhado numa direção de rejeitar extremismos e salvadores da pátria”, avalia Breithaupt.

Segundo o empresário, este é o momento de o setor produtivo, responsável pela economia e pela empregabilidade do país, apontar a direção em busca da ética, competitividade e eficiência. “Este novo Brasil que vai surgir deve necessariamente ser um país em que ninguém está acima da lei. Este julgamento é uma prova disso, assim como a prisão de vários políticos e mesmo empresários nos últimos anos”, finaliza.

Leia também

ECONOMIA 13 maio, 2022

Volume de serviços em SC interrompe trajetória negativa em março

ECONOMIA 12 maio, 2022

Consumidores em SC adotam alternativas para driblar inflação, aponta Fecomércio SC

ECONOMIA 12 maio, 2022

Inflação desacelera em abril, mas alta dos preços alcança 78,25% dos produtos

ECONOMIA 11 maio, 2022

Estado aprova redução do ICMS para leite e outros produtos alimentícios