MERCADO

Setor empresarial pede celeridade no julgamento do impeachment

Atualizado em 12 abril, 2021

O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) defende a celeridade no processo de julgamento de impeachment do governador Carlos Moisés, em nome da segurança jurídica e institucional em Santa Catarina. No mesmo sentido, buscando preservar a estabilidade, propõe que não ocorram alterações relevantes na estrutura de governo até que haja a decisão definitiva sobre a questão do impedimento do governador.

O COFEM é composto pelas Federações das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (FETRANCESC), das Associações Empresariais (FACISC), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), das Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC), além do Sebrae-SC.

Leia também

ECONOMIA 15 outubro, 2021

Volume de Serviços mantém trajetória de recuperação, mas em ritmo gradativo

ECONOMIA 11 outubro, 2021

Oito em cada dez catarinenses estão cautelosos com compras grandes

ECONOMIA 08 outubro, 2021

Inflação de setembro é a maior desde 1994

ECONOMIA 07 outubro, 2021

Brasil flexibiliza entrada de estrangeiros