PESQUISA

Uso de imóveis alugados supera hotéis em janeiro, adianta Fecomércio SC

Atualizado em 12 agosto, 2019

A prévia da Pesquisa Turismo de Verão no Litoral de Santa Catarina, realizada anualmente pela Fecomércio SC, aponta o crescimento na utilização de imóveis alugados durante a temporada em SC, em detrimento das outras formas de hospedagem. As informações adiantadas pela entidade trazem um recorte do comportamento do visitante em relação à hospedagem durante o mês de janeiro, em cinco cidades do Litoral: São Francisco do Sul, Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba e Laguna.

“Por conta desta dinâmica do mercado, há três anos a Fecomércio SC vem acompanhando a forma como os turistas realizam essas contratações durante a temporada. Os dados mostram que a maioria das locações é realizada diretamente com o proprietário (44%). Também chama atenção a fatia significativa pelo Airbnb e similares (26%), que está à frente das imobiliárias (14%)”, comenta o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Para o vice-presidente de Habitação da Fecomércio SC, Sergio Luiz dos Santos, as locações entraram de vez na era digital. “Agora os cliente podem visitar a unidade antes de ocupar, trazendo mais transparência nas negociações e fomentando o mercado de aplicativos que suplementam estes crescimento junto com os proprietários , imobiliárias e outras formas de se alugar um imóvel por temporada .

Os dados completos da Pesquisa Turismo de Verão no Litoral de Santa Catarina, com informações sobre o perfil do turista, a avaliação do destino e o impacto da temporada para os setores de comércio de bens e serviços e turismo, serão divulgados após o verão, em março.

Leia mais: Fecomércio SC apresenta o perfil hoteleiro catarinense 

Confira outras pesquisa de turismo da Fecomércio SC

Hospedagens 2019
Infogram

Leia também

ECONOMIA 15 outubro, 2021

Volume de Serviços mantém trajetória de recuperação, mas em ritmo gradativo

ECONOMIA 11 outubro, 2021

Oito em cada dez catarinenses estão cautelosos com compras grandes

ECONOMIA 08 outubro, 2021

Inflação de setembro é a maior desde 1994

ECONOMIA 07 outubro, 2021

Brasil flexibiliza entrada de estrangeiros